Qual é o impacto ambiental da energia solar?



Publicado em 14 de abril de 2021

Podemos considerar que nenhuma fonte de energia, ainda que renovável, está inteiramente livre de impactos ambientais. Mas, ao contrário de fontes como o carvão ou o petróleo, os impactos da energia fotovoltaica sobre o meio ambiente são reduzidos com relação à emissão de gases poluentes.

A energia solar possui baixos impactos ambientais, sendo a fonte de energia com a menor emissão de poluentes, porém ainda existem alguns impactos que devem ser considerados, como a produção e descarte de placas solares.

Impactos ambientais da manufatura de placas solares

A maioria dos painéis solares são hoje feitos na China.

Essa fabricação requer várias etapas: fabricação de silício, impressão do circuito elétrico, conexão de células fotovoltaicas, etc.. Esse processo consome uma quantidade significativa de energia, especialmente para derreter o vidro e cristalizar o silício.

Muito embora poucas fábricas chinesas sejam hoje equipadas com painéis fotovoltaicos, a energia usada na rede elétrica chinesa tende a se tornar cada vez mais verde. Ou seja, é certo que a energia utilizada na fabricação dos painéis solares será cada vez mais proveniente de energias renováveis.

Além disso, os processos de fabricação de painéis solares evoluem a cada ano, se tornando cada vez mais eficientes e usando menos energia.

Qual é a pegada de carbono de um painel solar?

O cálculo da pegada de carbono considera todas as emissões diretas e indiretas de gases de efeito estufa de uma atividade ou local.

Para saber a pegada de carbono exata de um painel fotovoltaico, deve-se levar em conta as emissões de gases de efeito estufa emitidas durante sua fabricação; durante o transporte da China para o Brasil; durante a sua vida útil – quando produz eletricidade e, finalmente, quando é processado, no final de sua vida.

Como mencionado anteriormente, a imensa maioria dos painéis solares são hoje fabricados na China. Uma vez fabricados, eles devem ser transportados para o Brasil. Isso geralmente é feito por navios enormes, que emitem CO2. Entretanto, graças ao seu tamanho, cada um desses navios carrega várias toneladas de painéis solares e, por consequência, a poluição individual de cada painel durante o transporte é mínima. 

Uma vez instalados os painéis fotovoltaicos geram eletricidade por vários anos e, no final de sua vida, eles são reciclados.

A análise do Ciclo de Vida tem como objetivo estudar os impactos ambientais causados aos painéis solares durante sua vida útil. Esta dependerá, entre outros, do local de instalação e país de fabricação, sua orientação e sua inclinação.

Considerando o ciclo de vida de um painel solar (fabricação, transporte, operação, reciclagem), estima-se (relatório do IPCC) que um kWh produzido por um painel fotovoltaico emite em média 41 gCO2eq por kWh. De acordo com este mesmo relatório, um kWh produzido por uma usina a carvão emite em média 820 gCO2eq por kWh.

Ou seja, ao longo de sua vida, um painel solar produz muito mais energia do que a necessária para fabricá-lo. E note-se que, graças ao progresso da pesquisa no campo fotovoltaico, e o aumento de performance, os painéis solares estão pagando sua dívida de energia cada vez mais rapidamente.

Por exemplo, se em 1992, um painel fotovoltaico precisava de 5 anos para produzir a mesma quantidade de energia utilizada na sua fabricação hoje, essa mesma conta é compensada, em média, entre 1,5 e 2,5 anos! 

Note-se que estamos falando que um equipamento vida útil (ao menos 80% da sua produção inicial é garantida) é de 25 anos e a duração total estimado a 40 anos ou mais.

Impactos ambientais no descarte de equipamentos de energia solar

Um painel solar fotovoltaico é composto por: alumínio, que forma a moldura; vidro, que representa entre 75 e 80% do painel; células fotovoltaicas, elas próprias compostas de silício cristalino; envoltório de plástico; e conexões de cobre e / ou prata.

Depois de separado e classificado, cada componente é enviado para seu próprio canal de reciclagem.

A nível mundial, o grau de reciclagem de painéis solares já se desenvolveu consideravelmente, atingindo hoje níveis entre 95 e 99% para a maioria dos fabricantes. Entretanto, no Brasil, essa matéria ainda não está regulamentada e sobretudo a questão da logística reversa. Por outro lado, há que considerar que os primeiros sistemas fotovoltaicos foram instalados em 2012 e que o desenvolvimento do uso dessa tecnologia só ocorreu realmente a partir de 2017. 

Assim, considerando vida útil ideal dos painéis fotovoltaicos (estimada em cerca de 25 anos), há ainda alguns bons anos até que o descarte desses equipamentos comece a ocorrer de forma volumosa. Espera-se que, antes disso, a questão seja devidamente tratada, o que muito provavelmente acontecerá, devido ao grande valor desses resíduos. 

Por exemplo, canais de reciclagem de painéis fotovoltaicos estão a ser organizados em França e na Europa, em particular desde a criação em 2007 da associação PV Cycle, que reúne fabricantes europeus de painéis fotovoltaicos para organizar a recolha e reciclagem. Desde 2014, os fabricantes e importadores de painéis fotovoltaicos têm a obrigação legal de receber gratuitamente equipamentos solares em fim de vida. E eles são obrigados a participar financeiramente na coleta e tratamento de resíduos. Esses esforços não apenas limitam as necessidades de matéria-prima, mas também reduzem a dependência de painéis solares importados da China.

Investir em uma instalação solar significa, portanto, beneficiar-se de energia limpa por muito tempo.

(Fontes: Portal Solar, insunwetrust.solar)

 

Veja também

Eficiência energética: veja dicas para trazer o consumo eficiente para a sua casa ou empresa

A eficiência energética é a utilização racional e eficiente da energia, com o objetivo de... Leia Mais

3 motivos para investir em energia solar fotovoltaica para o seu negócio

Toda empresa, indústria, comércio ou estabelecimento precisa de energia elétrica. Porém, é... Leia Mais

Grandes empresas que investem em energia solar fotovoltaica

O desenvolvimento tecnológico das energias renováveis, a preocupação com o meio ambiente e os... Leia Mais

 

Onde você quer economizar?

    Campos com * são obrigatórios.



    Campos com * são obrigatórios.