Cenário dos carros elétricos no Brasil: desafios e soluções



Publicado em 14 de abril de 2021

Em 2020, a venda de carros elétricos no Brasil deu um grande salto. O número de carros emplacados saltou de 11.858 em 2019 para 19.745 no ano passado. O aumento é surpreendente, já que o mercado de automóveis de passeio e comerciais com motor a combustão sofreu uma queda de mais de 20% por conta da pandemia da COVID-19. 

O crescimento de carros elétricos vendidos no Brasil tem seguido uma progressão geométrica e as expectativas anunciadas pela Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE) para veículos elétricos (VE) e modelos híbridos têm se confirmado. 

No Brasil, a produção de VEs é liderada pelo Paraná, que abriga diversas montadoras de veículos. O estado também conta com a maior eletrovia do país, que percorre 720km entre Paranaguá e Foz do Iguaçu com 12 eletropostos de recarga rápida. O Paraná também ficou em segundo lugar no ranking de estados que mais compraram VEs em 2020 com 90 unidades vendidas, perdendo apenas para São Paulo que realizou 171 emplacamentos de VEs no ano passado.

A expectativa agora é bem alta, de acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério das Minas e Energia (MME), em 2030 as vendas de VEs devem acelerar para 180 mil carros por ano. 

Porém, por que no Brasil os veículos elétricos ainda representam uma fatia tão pequena da frota nacional de veículos comerciais leves? Mesmo com o crescimento acelerado em comparação com anos anteriores, nosso país continua muito atrás quando comparado com outros locais desenvolvidos como Estados Unidos e União Europeia.

O maior motivo por trás desse atraso são os altos preços dos veículos elétricos e híbridos — os valores começam em R$ 100 mil — muito por conta dos impostos cobrados pelo Governo Federal. Em países da Europa, por exemplo, veículos com mais eficiência energética pagam menos impostos, enquanto no Brasil acontece o oposto. 

Outra grande razão é a falta de infraestrutura e estações de recarga em rodovias e lugares públicos. A Fator Solar é um integrador credenciado das estações de recarga da WEG, oferecendo o serviço no formato Turnkey, fornecendo a instalação completa com o dimensionamento necessário, pronta para uso. 

As estações de recarga WEG estão disponíveis em dois modelos: Wall, ideal para residências, condomínios ou em estacionamentos cobertos de estabelecimentos comerciais; e Parking, desenvolvida especialmente para uso compartilhado em estacionamentos públicos e privados já que permite a recarga de dois VEs simultaneamente. Investir em estações de recarga de VEs também pode trazer benefícios para empresa como atração de novos clientes com a divulgação do serviço como marketing sustentável e tecnologia inovadora.

Os veículos elétricos são o futuro do mercado de automóveis, isso é um fato. Eles são mais eficientes, sustentáveis, silenciosos e práticos, já que é possível sempre sair de casa com o “tanque cheio”. Entre em contato conosco para mais informações sobre as estações de recarga WEG e faça parte desse movimento.

Veja também

Quanto custa a energia solar? Confira as despesas envolvidas na produção de energia solar fotovoltaica

A busca por fontes de energias alternativas que possam substituir os combustíveis fósseis deixou... Leia Mais

Potencial e benefícios da energia solar fotovoltaica para o agronegócio

O agronegócio é um dos grandes pilares da economia brasileira por conta da riqueza de recursos... Leia Mais

Como funciona um carro elétrico?

Entenda tudo sobre os veículos elétricos O mercado de carros elétricos vem se disseminando em... Leia Mais

 

Onde você quer economizar?

    Campos com * são obrigatórios.




    Campos com * são obrigatórios.