A crise hídrica no Brasil é a maior desde 1931



Publicado em 2 de março de 2022

 

As contas de luz da população no país estão cada vez mais altas, e os principais motivos são a falta de chuva e os baixos níveis de reservatórios.

Segundo o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), a crise hídrica vivenciada pelo Brasil é a maior desde o ano de 1931. Isso significa que estamos enfrentando uma das mais graves baixas nos reservatórios dos últimos 90 anos.

Mas para entender o momento que estamos vivendo, devemos ter em vista que não existe apenas um motivo isolado. São vários fatores que nos trouxeram até aqui: a falta de chuvas, o consumo excessivo de água, o desmatamento e muitos outros. Para se ter uma ideia, desde a década de 80, o consumo de água vem crescendo 1% ao ano, em média. Esse cenário pode facilmente fazer com que a água potável se torne um bem cada vez mais escasso, já que apenas uma parte da água do planeta é potável.

O cenário é realmente assustador, e o atual volume útil de reservatórios nas regiões Sudeste e Centro – Oeste, por exemplo, é pior que os índices de 2015, quando uma crise semelhante aconteceu. Além disso, dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apontam que o período entre setembro de 2020 e abril de 2021 foi o de menor incidência de chuvas nas regiões onde estão as hidrelétricas desde 1931.

Ainda existe esperança

Com tantas preocupações em torno da geração de energia, ainda existe esperança. As energias renováveis são um caminho totalmente viável para fugir da crise.

A energia solar, por exemplo, é totalmente limpa e renovável, e ainda conta com uma fonte incessante e inesgotável de luz: o sol! Assim, a energia elétrica é gerada continuamente, todos os dias do ano, por todo o período de vida útil dos painéis solares.

Totalmente ao contrário das hidrelétricas, a energia solar não polui o meio ambiente, e ainda proporciona estabilidade na geração de energia, já que mantém um valor justo para o consumidor, com muita economia e garantindo a preservação do meio ambiente.

E não faltam chancelas para comprovar o potencial de geração deste tipo de energia no país. A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), afirma que, além de a geração própria de energia solar em telhados ser uma ferramenta importante para reduzir a demanda por eletricidade, o Brasil é um dos melhores lugares no mundo para explorar a abundância do sol.

Prova disso tudo, é que o Brasil é o único país da América Latina a participar do ranking dos 15 maiores produtores de energia solar.

Entenda o momento atual como um momento de repensar a forma como usamos e adquirimos energia. Pensar em energia solar é ter certeza de uma fonte silenciosa, barata, com baixo custo de manutenção, retorno rápido do valor investido e até 95% de economia na conta de luz.

Faça do seu negócio mais econômico, rentável e sustentável. E conte com a Fator Solar para isso.  Entre em contato para solicitar o seu orçamento e fazer parte desta mudança.

 

Energia Solar Fotovoltaica

Portfólio Fator Solar

Calculadora de economia

Veja também

Você sabe o que é o cálculo HSP?

Conhecer o cálculo HSP guiará o planejamento e também a escolha do sistema fotovoltaico Você... Leia Mais

O que é corrente contínua e alternada e sua relação com a Energia Solar

Entenda a diferença entre corrente contínua e alternada e como funciona o sistema... Leia Mais

Como um simulador de energia solar pode auxiliar no processo de aquisição desse sistema?

Conheça a Calculadora de Economia da Fator Solar, simulador de energia solar, e saiba qual... Leia Mais

 

Onde você quer economizar?

    Campos com * são obrigatórios.



    Campos com * são obrigatórios.